quarta-feira, 3 de junho de 2009

i lost my mind somewhere in N.Y.

Levezinha. É assim que vem a minha carteira. O pudor, ou a vergonha na cara, impedem-me de contar tudo o que adquiri neste pulinho à cidade que nunca dorme. Falarei apenas no geral, para o mais parecer menos... Sapatos? Bom, vocês conhecem a minha panca por sapatos - digamos que comprei menos de oito e mais de quatro... Malas? Tornei-me exigente, e pela primeira vez "investi" numa carteira. É verde, é unsual - não é nenhuma it bag, mas adorei-a desde que trocámos olhares e trouxe-a comigo. Yes, it's true, a Miss K. perdeu a cabeça e largou uns dólares em troca de uma Michael Kors que a faz sentir mais nova-iorquina que o Frank Sinatra, sem perder o glamour parisiense que se pode arranjar em Portugal... Roupa? Quatro vestidos, um made in Juicy Couture (presente), os outros da Topshop do Soho, onde passei algumas horas a espreitar tudo e mais alguma coisa. By the way, a loa está linda! Mas foi nos acessórios que me perdi. Não costumo comprar muitos quando estou por cá, por isso posso dizer que superei as minhas maiores expectativas. E de que marca? Freedom by Topshop, of course. Também aproveitei para adquirir dois pares de leggings em couro/pele pretas REALMENTE BOAS na American Apparel, que deixam qualquer modelinho da Zara a um canto por K.O. precoce. Tenho a impressão de que vou viver naquelas leggings mesmo com calor! Não contente com tudo o que já tinha gasto, atirei o resto de consciência ao tapete e comprei um lencinho na Louis Vouitton para pôr na cabeça, daqueles à anos 60. Um lencinho na LV... Bom, eu estava em Nova Iorque, tinha poupado durante não sei quantos meses, naquele dia até estava a chover, que mais desculpas precisava para cometer um excesso colorido? E quando eu pensava que não havia nada que me pudesse estar a escapar, eis que se faz luz sobre a minha cabeça: então e os livros? O das irmãs Olsen, dois da Nina Garcia, um da Victoria Beckham (não morro de amores por ela, mas o calhamaço até parece ter piada) e o da exposição genial que pude ver no MET, "The Model as a Muse". Ok, estou realmente cansada. Nem vou rever o que escrevi, tenho medo. Amanhã logo se vê a dimensão da tragédia.

9 comentários:

Marta disse...

Grandes compras...
Nova Iorque vale sempre a pena!

M disse...

Que bom, também quero...
Xoxo
M

keyskeys disse...

nao tenho vergonha : que invejaaaaa

Pepa Xavier disse...

Qual vergonha...só se vive uma vez, e cá para nós, foram $ muito bem gastos.

Anónimo disse...

UAU!!! Também queria... Não penses mais no que gastaste... Sê feliz!


Angie

Anónimo disse...

E quem me der ir a NY... Quem me dera... Queria tanto conhecer. Há-de chegar o dia...

Angie

Su disse...

Estou a roer-me de inveja! Desde que me conheço que o meu sonho sempre foi ir a New York e a Tókio! Mas vejo tantas pessoas a ir lá que começo a achar que se calhar não é assim tão caro viajar até lá! Vou pensar nisso a sério para o ano, vou mesmo!

Miss Pu disse...

U BITCHHHHHHHHHHHHH

kiss me disse...

Para que serve o dinheiro se não para nos fazer felizes?

Embora não fale muito nisso também cometi as minhas loucuras comprísticas em NY e adoro cada peça sempre que olho para elas.

É para isso que trabalhamos! ;)

E fotos das compras, não?