sábado, 30 de janeiro de 2010

"the september issue"


Anna Wintour até pode ser a personificação da Cruella de Vil, mas 15% do seu coração é humano... As if! Não, ainda não me decidi. Já vi o filme há duas semanas, e ainda não consegui perceber qual foi, para mim, a grande conclusão a tirar deste "September Issue": se há um lado mansinho na editora da Vogue americana, ou se a grande revelação (como muitos esperavam) deste documentário é Grace Coddington, a directora criativa da revista, uma apaixonada por gatos com uma imaginação e um talento que não se podem medir nem pesar. Ao contrário de Anna, que é temida por quase todas as pessoas que se movem no mundo da moda, Grace é adorada pelos que estão à sua volta e pelos que com ela já trabalharam. É da sua cabeça (e da sua enorme cabeleira ruiva) que têm saído, ao longo das últimas décadas, dezenas de editoriais brilhantes, aos quais "o diabo que veste Prada" se limita a dizer "sim" ou "não"; no final do filme, aliás, Wintour tem a humildade de reconhecer que Grace é um génio e que ela própria seria incapaz de imaginar e conceber as "histórias" que depois vemos retratadas nas páginas da Vogue. A relação das duas tem anos e anos, não é pacífica, nunca será: se a mente criativa é uma paz de alma, Anna é um pequeno demónio. O modo como trata Stefano Pilati, quando este lhe mostra, em exclusivo, a colecção Yves Saint Laurent que irá apresentar daí a umas semanas, arrepia qualquer espectador insensível! 
Uma coisa é certa. A mulher que domina a moda nos Estados Unidos vive, de facto, para a sua revista e, como tantos testemunhos dizem, aquela edição da Vogue "é a Vogue da Anna Wintour". Mas isso tira-lhe, a meu ver, algum arrojo que tem estagnado a publicação: as sucessivas capas com celebridades, que começaram por ser uma inovação, são agora boring to death; os editoriais poderiam ser ainda melhores, fosse dada total liberdade a Grace, que é uma visionária... Whatever! Quem sou eu para criticar a bíblia da moda... A verdade é que ver este documentário é uma espécie de festa de pijama para quem adora trapos e companhia. Entrar nos corredores da revista, ver os chariots cheios de roupa, assistir às sessões fotográficas, às discussões entre diferentes colaboradores, o backstage dos desfiles... Se ainda não viram, toca a tropeçar nos atacadores das botinhas Chloé, o download pirata está em belíssimas condições (mas nada de comentar isto com ninguém)!

6 comentários:

xana disse...

O meu namorado já me sacou mas ainda não passei para o meu portatil... Só me deixas-te com àgua na boca!! hehehe

Lála disse...

tenho que ver!

rita_frazao_sousa disse...

podes arranjar o site do download pirata, sffv?
beijinhos*
ana rita sousa

Miss K. disse...

rita, não sou eu que tiro, sou um zero nessas coisas, mas julgo que qualquer site/"motor" (será assim que se chama?) que faça essas coisas terá o filme... :)

S. disse...

Quero muitooooo ver ;)

carol disse...

Não sei se ouvi isto no filme mas acho que a Grace é mais uma fashion dreamer, a Wintour tem uma visão mais empreendedora...