domingo, 7 de março de 2010

balmain fall 2010













Perdoa-me Deus da Moda (não, Anna Wintour, não és tu!), porque pequei. Eu, Balmain-níaca confessa (pelo menos desde o boom criativo de 2007-08), estou desencantada com esta colecção: não lhe vejo um futuro e, para dizer a verdade, nem um presente. Para além dos óbvios vestidos dourados to-die-for (curtos e compridos), das calças skinny (que continuam a ser das mais bem cortadas das passerelles) e dos casacos estruturados, o Inverno '10 da Balmain não segue um fio condutor, não conta uma história e não acrescenta magia às peças que fizeram fãs pelo mundo fora. Ao contrário da mostra de Verão, em que o military chic foi reinterpretado por Christophe Decarnin com toques de génio, e onde a coesão de tons, materiais e looks se fez sentir peça após peça, aqui parece que cada manequim mostra uma tendência isolada. Apesar disto, reafirmo, é impossível resistir ao charme e à beleza destes vestidos. Mas falta-lhes o allure de outras estações.

1 comentário:

Bridget-Jones disse...

Adorei os casacos principalmente o primeiro.